Seguro Desemprego 2019: Valor, parcelas e calculo

Foi demitido e está procurando informações sobre o seguro desemprego 2019? Então não vai se arrepender, pois aqui tem tudo que precisa saber sobre este beneficio de auxilio ao trabalhador desemprego que paga entre 3 a 5 parcelas. Confira!

O seguro desemprego 2019 é um direito que todo trabalhador que ficou desempregado possui. O responsável por sua administração é o Governo Federal. É ele que dita às regras de quem irá receber esse auxílio, quantidade de parcelas entre outros.

O seguro desemprego 2019 é concedido ao trabalhador que ficou desempregado quando menos esperava. Assim, enquanto ele busca uma nova qualificação no mercado de trabalho esse auxílio é concedido para que ele arque com suas necessidades.

Mas antes de dar entrada no seguro desemprego 2019 é preciso verificar se todas as regras para a sua concessão são atendidas. Saber como calcular a quantidade de parcelas que irá receber e até se tem direito ou não a esse seguro são informações muito valiosas.

Leia também:

Seguro desemprego 2019:

O Governo Federal é que administra o seguro desemprego 2019. Suas regras passaram por algumas mudanças para que assim seja possível auxiliar mais e melhor quem realmente necessita. Mas, afinal, o que é esse seguro?
Trata-se de um direito que o trabalhador que ficou desempregado possui, mas que é concedido por um período de tempo limitado.

O intuito desse auxílio é oferecer um amparo aos trabalhadores que ficaram desempregados enquanto buscam se colocar novamente no mercado de trabalho.
Mas isso não quer dizer que é qualquer pessoa que tem direito a receber esse auxílio. Algumas regras foram editadas e precisam ser atendidas.

Continue lendo para saber se tem direito ao seguro, a quantidade de parcelas que vai receber e como fazer o cálculo.

Quem tem direito ao seguro desemprego 2019?

Para que esse auxílio seja pago ao trabalhador que foi demitido sem justa causa é preciso que o mesmo preencha alguns critérios. Afinal, este é um benefício que somente é concedido nas seguintes situações:

  • Para quem está solicitando pela primeira vez é preciso ter exercido atividade remunerada pelo período mínimo de 12 meses;
  • Se é a segunda vez que está solicitando é necessário que tenha trabalhado pelo menos por 9 meses;
    A partir da terceira solicitação o trabalhador tem de ter exercido atividade remunerada por pelo menos 6 meses.

Respeitados esses critérios é preciso observar quais os trabalhadores que realmente possuem o direito de receber o seguro desemprego 2019 que são:

  • Trabalhador doméstico demitido sem justa causa;
  • Trabalhador que foi dispensado sem justa causa;
  • Pescador artesanal que se encontra no período de defeso;
  • Trabalhador que foi resgatado de situação que se aproxima a da escravidão;
  • Quem não possui o benefício da Previdência Social;
  • Trabalhador que não conta com uma renda própria.

Quantidade de parcelas do seguro desemprego 2019:

Mas como esse benefício é recebido? De acordo com as regras o trabalhador recebe esse auxílio em parcelas. Elas variam de acordo com a quantidade de anos que a atividade foi exercida na mesma empresa pelo empregado.
Sendo assim temos o seguinte:

  • No primeiro pedido o trabalhador recebe 4 parcelas se tiver trabalhado entre 18 e 23 meses;
  • Caso seja o segundo pedido e tenha trabalhado entre 12 e 23 meses receberá 4 parcelas. Mas se trabalhou por pelo menos 24 meses tem direito a receber 5 parcelas;
  • Nos casos que é o terceiro pedido e o trabalhador exerceu atividade remunerada entre 6 e 11 meses receberá 3 parcelas. Caso tenha trabalhado entre 12 e 23 meses tem direito a receber 4 parcelas. Se trabalhou por mais de 24 meses recebe 5 parcelas.

Seguro Desemprego 2019

Tabela do seguro desemprego 2019:

O valor das parcelas desse auxílio varia, pois leva-se em consideração alguns pontos como o valor dos últimos três meses de salário, quantidade de tempo que trabalhou antes de solicitar o benefício e se já havia solicitado antes.

Quem é beneficiário do Seguro Desemprego não perde o PIS desde que atenda as regras que o Ministério do Trabalho e a própria Caixa Econômica Federal definiram.

Com relação a tabela do seguro desemprego 2019 ela ainda não foi divulgada. Entretanto, o valor da parcela será reajustado já que isso ocorre anualmente devido ao reajuste que é concedido ao salário mínimo.

Como fazer o agendamento do seguro desemprego 2019?

O Governo Federal realizou algumas mudanças nos serviços que atendem ao público. Por esse motivo, fazer o agendamento do seguro desemprego ficou muito mais fácil e prático. Afinal, através dos sistemas as filas são evitadas já que a entrada nesse benefício pode ser dada dentro de casa.
Para fazer o agendamento é preciso ter acesso a internet e seguir as seguintes instruções:

  • Acessar a página http://saaweb.mte.gov.br/inter/saa/pages/agendamento/main.seam;
  • Nela é preciso informar o estado e município que reside e qual o tipo de atendimento que procura;
  • Após essa etapa é necessário informar os caracteres que a página apresenta para em seguida clicar no botão
  • Prosseguir para que uma nova janela seja aberta;
  • Nela a opção Ações deve ser clicada para que o calendário surja. Assim o próprio trabalhador escolhe quando deseja ser atendido.
  • Após essa etapa somente é necessário informar o CPF, telefone para contato, data de nascimento e código de segurança;

Feito tudo isso basta clicar em Agendar para que o processo seja finalizado.

Documentos para o agendamento seguro desemprego

Lembrando que no dia marcado é preciso levar os documentos que são:

  • Título de eleitor;
  • Carteira de trabalho;
  • CPF e RG;
  • Comprovante de residência;
  • Carta da demissão e homologação.

Como fazer a consulta do seguro desemprego 2019?

Para fazer a consulta do seguro desemprego 2019 é necessário seguir os seguintes passos:

  • Acessar a página do Portal Caixa Cidadão;
  • Inserir número do PIS que está impresso no CTPS ou cartão cidadão;
  • Digitar a senha, caso já possua, ou cadastrar uma nova clicando no botão Cadastrar Senha;
  • Digitar números do PIS e senha e em seguida clicar em OK;
  • Na página seguinte clicar em Seguro Desemprego para consultar a quantidade e valor das parcelas e suas datas de pagamento.

Cálculo do seguro desemprego 2019:

A quantidade de parcelas que o trabalhador recebe do seguro desemprego 2019 varia de 3 a 5 meses. Quanto ao valor ele não é fixo, pois depende do salário que o trabalhador recebia enquanto exercia atividade remunerada.
Mas como é possível chegar a certo valor? Para isso é feito um cálculo que leva em consideração os seguintes dados:

  • Valor dos últimos três salários que o trabalhador obteve;
  • Quantos meses ele trabalhou antes de solicitar o benefício;
  • Se ele teve acesso ou não ao seguro no período de 36 meses.

Para quem recebe até R$ 1450,23 deve-se multiplicar o salário médio por 0.8. Já para quem tinha salário entre R$ 1450,24 até R$ 2417,29 a multiplicação deve ser feita por 0.5 e o resultado somado a 1160,18. Nos casos que o salário ultrapassa os R$ 2417,29 a parcela tem valor fixo de R$ 1643,72.

Todos os anos o valor é reajustado já que é levado em consideração o salário mínimo para 2019 e o valor médio do último trimestre de salário que o trabalhador teve.

Seguro Desemprego 2019: Valor, parcelas e calculo
Se gostou do post, vote!

Deixe uma resposta

Ao continuar navegando neste website você está aceitando a nossa Política de Privacidade, que explica como seus dados podem ser usados para melhorar sua experiência e como serão protegidos Mais informações. .
Entendi
Privacy settings ×