Tabela seguro desemprego 2014: Conheça os novos valores

Todo ano o MTE – Ministério do Trabalho e Emprego faz uma atualização nos valores da parcela do seguro desemprego.

O seguro desemprego é um beneficio que todo trabalhador registrado em carteira tem direito ao ser dispensado sem justa causa.

O beneficio do seguro desemprego é concedida de 3 a 5 parcelas, dependendo da quantidade de meses trabalhados:

  • três parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo seis meses e no máximo onze meses, nos últimos trinta e seis meses;
  • quatro parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo doze meses e no máximo 23 meses, nos últimos 36 meses;
  • cinco parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício de no mínimo 24 meses, nos últimos 36 meses.

Quantas parcelas tenho direito do seguro desemprego

Como calcular o seguro desemprego

A tabela do seguro desemprego 2014 tem como base o novo salário mínimo 2014 de R$ 724,00.

Para requerer o seguro desemprego o trabalhador desempregado recebe da empresa um formulário “Requerimento do Seguro-Desemprego”, em duas vias, devidamente preenchido.

Tabela seguro desemprego 2014

Para calcular o seguro desemprego deve-se levar em consideração o valor do Salário Médio dos últimos três meses anteriores a dispensa e aplica-se na fórmula  abaixo:

Tabela seguro desemprego 2014

O valor do seguro desemprego varia de R$ 724,00 até o limite de R$ 1.304,63]

Use a calculadora do seguro desemprego para saber qual o valor da parcela

35 comentários sobre “Tabela seguro desemprego 2014: Conheça os novos valores

  1. JEFFERSON DOS SANTOS
    17 de fevereiro de 2014 em 15:56

    Quando sou desligado sem justa causa, porque recebo APENAS o valor referente a empresa que me desligou? Ex.: trabalhei na empresa “A” por 1 ano e pedi demissão (não recebi o FGTS) …. trabalhei 36 na empresa “B” e fui desligado sem justa causa …. na hora de sacar o FGTS … não saquei os valores da empresa “A”. Quando posso sacar este valor?

    1. Keilla
      28 de fevereiro de 2014 em 11:02

      Você poderá sacar valores de contas de FGTS após 3 anos de inatividade.

      1. cristiano
        18 de março de 2014 em 2:15

        Resumindo o cara tem q ficar 3 anos sem trabalhar com carteira assinada, Grande vantagem esse e o nossa Bosta de pais de merda, E viva a Copa do mundo 2014.

        1. Fagner
          18 de março de 2014 em 11:59

          Esse país é uma piada!

        2. 17 de julho de 2014 em 17:50

          Qualquer pessoa pode sacar o FGTS para dar entrada em uma casa ou o valor total com correção monetaria quando se aposenta. E so pra lembrar, nos outros paises não existe isso.

        3. 28 de julho de 2014 em 8:31

          vc tem que reclamar, para quem criou as leis trabalhistas.. pois é um dos poucos pais que tem este beneficio… vai trabalhar no estados unidos e espera este beneficio…

          1. palmer
            21 de setembro de 2014 em 18:34

            bom pelo menos nos estados unidos vc compra um cruze a 20 mil dólares tem ensino de qualidade e sem falar a saúde….logo aqui quando um pobre qualquer acha que essa merda de seguro faz uma grande diferença no seu orçamento…pensa assim msm…
            esqueci de mencionar o salarios dos americanos né?1?1tenso tenso

    2. visitante
      4 de abril de 2014 em 17:18

      Só quando for se aposentar….rs

    3. vamo ajudar o próximo
      9 de maio de 2014 em 1:59

      vc pode fazer um investimento com seu FGTS que tá retido vai na caixa que eles explica melhor pra vc boa sorte….

    4. Dayane
      16 de junho de 2014 em 13:14

      Eu dei entrada no seguro mas ja consegui um emprego ,eu perco as parcelas??

      1. Valdir
        23 de julho de 2014 em 16:56

        Sim, pois todo dia 07 de cada mes as empresas são obrigadas a enviar o CAGED para MT e lá consta todas as informações de funcionários admitidos e demitidos pela empresa no mes, como por exemplo o número do seu PIS que é justamente quando eles fazem o cruzamento das informações e cancelam automaticamente o pagamento da parcela do seguro desemprego, pois consta para o Ministerio do Trabalho que vc já esta trabalhando novamente.
        Fique atenta pois caso vc já esteja trabalhando, e ao mesmo tempo recebendo o Seguro Desemprego eles poderão e vão com certeza fazer com que vc devolva os valores recebidos indevidamente, pois o próprio nome já diz SEGURO DESEMPREGO, é justamente para quem esta desempregado.

        Boa sorte e cuidado.

      2. Giselle
        22 de agosto de 2014 em 13:47

        Sim. Assim que a caixa contabilizar que vc está trabalhando, vc automaticamente perde as parcelas do seguro. Entretanto, houve casos de conhecido meu e chegou a pegar ainda 01 mes depois q iniciou a trabalhar.

    5. Valdir
      23 de julho de 2014 em 16:28

      Da empresa em que vc se desligou ou pediu demissão, somente quando comprar a casa propria vc pode utilizar para amortização, se aposentar ou ficar sem trabalhar sem registro em CTPS por mais de 3 anos e infelizmente em ultima situação caso vc tenha uma doença terminal…..
      Obs: O governo somente libera parte do seu FGTS em caso de calamidade, quando sua casa é atiginda por enchentes, deslizamentos etc ( com certas restriçoes) é um dos exemplos.

  2. Rozangela vargas dias
    4 de março de 2014 em 14:01

    Qero sabe como funciona o curso sou obrigada a fazer esse cursos pelo senc

    1. priscila emanuelle
      9 de outubro de 2014 em 19:30

      Tb tenho essa duvida, pois a pessoa q me atendeu no MTE de onde eu moro foi totalmente mal educada e.nao explicou nada, sendo que so tinha vagas de cursos totalmente fora da minha area, estou no segundo semestre de admnistracao, me colocaram p fazer curso de arrumadeira de hotel no centro do rj, eu moro na ilha do.governador, nao me importo de fazer o curso, so gostaria de fazer com algo dentro da minha area ou com o eu trabalhei anteriormente.

  3. rafaela
    11 de junho de 2014 em 11:57

    Fui mandada embora em setembro de 2012 e recebi seguro , e agora em junho de 2014 fui mandada embora novamente eu recebo seguro de novo?

    1. thimoteo
      11 de junho de 2014 em 15:40

      Vai trabalhar fi duma égua que viver de seguro desemprego

  4. edilson
    19 de junho de 2014 em 16:16

    e muito bom viver de seguro desemprego pena q eu so tenho 10 Meses e fui mandado embora antes de um ano

    1. lucas jardim
      30 de junho de 2014 em 9:57

      esse e o nosso Brasil..o cara quer viver de seguro desemprego e a outra quer trabalhar e continuar recebendo o seguro…

    2. Valdir
      23 de julho de 2014 em 16:38

      Vc deveria tomar vergonha na cara e procurar trabalhar e não viver as custas de todos nós que acordamos cedo trabalhamos, pagamos impostos antíssimos e vamos estudar, chegamos tarde em casa casados não tendo tempo de ver nossos filhos e esposas que já estão dormindo, tudo isso para sustentar caras vagabundos e encostados feito vc.

      TOMA VERGONHA NA SUA CARA, SEU PARASITA

      1. 28 de setembro de 2014 em 9:51

        você deve ser problemático vai fazer um exame psicológico meu
        quem trabalha o tempo suficiente p/receber seguro, tem direito,
        nem todos conseguem emprego imediatamente
        por isso existe esse seguro seu burro ignorante e idiota revoltado!

  5. gabi
    22 de junho de 2014 em 10:08

    Gostaria de saber depois de quanto tempo que se da a entrada no seguro desemprego se recebe o beneficio ?

  6. 24 de junho de 2014 em 9:32

    No meu caso é o seguinte. Eu recebi o seguro em 2013 até setembro em outubro entrei em uma empresa, esta que estou hoje, porém sou gestante, e a empresa tem me pressionando a pedir as contas para eles irem embora para o E.U.A. Só que meu marido desempregado não posso fazer isso, enfim. Quero entender uma coisa, eu saio de licença segundo os médicos entre agosto e setembro, portanto minha licença acaba em janeiro ou fevereiro. E terei que sair da empresa, terei direito a seguro desemprego? Ou não? Como fica minha situação em 2015, caso eu não peça as contas, e consiga ficar até concluir minha licença e depois me mandarem embora? A pergunta é pq aqui diz que só podemos receber seguro após 16 meses corridos! Alguém pode me ajudar?

  7. Jacqueline Camargo
    26 de junho de 2014 em 15:30

    Déia,
    Os dezesseis meses corridos, no seu caso conta tbm o período de licença maternidade.
    Quando terminar sua licença maternidade, você tem ainda 5 meses de estabilidade, onde eles não poderão te demitir.
    Se na sua volta eles te precionarem para pedir demissão, não peça e ainda denuncie eles no Ministério do Trabalho.
    Depois da estabilidade de 5 meses se eles quiserem te demitir, OK..
    Você receberá todos os teus direitos.
    E tbm o seguro desemprego.
    Boa sorte!!!

  8. aline
    29 de julho de 2014 em 22:39

    estou desempregada,joguei a empresa na justiça fiz um acordo,acabei me ferrando,pois meu seguro morreu de velho,porq ate hoje não recebi,faz seis meses q to toda enrolada,mas tenho força d vontade pra vencer.as pessoas q chamam as outras de vadios,muito obrigada.mas não esqueçam q também trabalhamos e pagamos por eese beneficil.

  9. aline
    29 de julho de 2014 em 22:43

    aond posso recorrer novamente meu seguro?já faz uns meses,falaram pra eu esperar no ministério do trabalho e até hoj.

  10. Luciano pedro
    30 de julho de 2014 em 16:28

    trabalhei numa empresa A passei 1 ano e 2 meses não peguei seguro desemprego fui trabar na empresa B fui demitido com dois meses de empresa e agora ?? posso resgata as parcela da empresa A ou vou ficar ass
    im desprevenido ???

  11. Karina
    6 de agosto de 2014 em 9:36

    Recebi a primeira parcela do meu seguro desemprego, fui contratada por uma empresa, trabalhei 20 dias, meu pai faleceu. E terei que viajar para outro estado para resolver burocracias referentes a morte do meu Pai. Se eu pedir demissão, terei direito a receber as 5 parcelas pendentes? Obrigada!

  12. Cláudia
    7 de agosto de 2014 em 16:05

    Vou deixar algumas informações mais exatas para que possam me ajudar, ok?

    Trabalhei por 6 anos e meio na empresa A, fui demitida há um mês estando recebendo R$950 por mês. Acontece que há dois anos trabalho também em um outro lugar (no caso uma escola, em que dou duas aulas semanais), e esse segundo emprego me rende ao mês R$220. Como fui demitida apenas da empresa A e mantenho vínculo com o segundo emprego tenho direito a receber o seguro tendo em vista que o salário desse segundo emprego não é o suficiente para minha subsistência (aluguel+alimentação+agua/luz)?

    Estou na luta por um novo emprego, mas não está fácil

  13. simone de assis da silva
    15 de agosto de 2014 em 10:47

    Meu seguro desemprego esta marcado pra mim receber dia16 de agosto que seria no sábado, na sexta dia 15 ja posso sacar?

    1. 22 de agosto de 2014 em 23:51

      Eu ja recebi ate no domingo

  14. 26 de agosto de 2014 em 19:08

    Eu trabalhei seis meses em uma empresa. E cinco em outra tenho direito ao benefício ?

  15. 9 de setembro de 2014 em 21:56

    ola eu trabalhei em uma firma 7 meses peguei todos os papeis do seguro mais nao recebi sera q depois de um ano eu tenho direito de recebe ainda ////
    por q agora trabalhei em outra firma 8 meses tenho direito do seguro de novo

  16. janieuda
    1 de outubro de 2014 em 14:01

    Queria saber se quem trabalhou cinco meses quais os direitos que tem..
    ou não tem direito nenhum

  17. rubens
    2 de outubro de 2014 em 11:55

    trabalhei 10 anos em uma empresa , fui demitido e não dei entrada no seguro , entrei na empresa b e fiquei 1 mês não deu certo pedi demissão.
    posso dar entrada no seguro com os papeis da empresa que fiquei 10 anos.

Deixe uma resposta