Seguro desemprego 2021: Valor, parcelas

As regras para serviços do governo em geral sofrem diversas alterações e dessa vez foi no seguro desemprego 2021. Desse modo, para o próximo ano existem novas exigências e algumas outras foram alteradas nesse benefício.

É fato que as regras do Brasil atendem e assistem o trabalhador de maneira eficaz e assertiva. E com o caos vivido pelos brasileiro na procura de emprego, o auxílio desemprego é um benefício importante para os filhos da nação.

Esse auxilio é importante por garantir um sustento ao trabalhador no período em que ele está à procura de emprego. Portanto, não o deixa desamparado.

Sendo assim, ele ganha por ter com o que se sustentar enquanto não está empregado. Além disso, o governo ganha por que quando o trabalhador se emprega devolve por meio do pagamento de impostos.

Como calcular o seguro desemprego 2021

É importante saber que o Seguro desemprego no Brasil é regido e pela caixa econômica federal e pelo Ministério do Trabalho. Dessa forma, existem alguns parâmetros os quais organizam e definem o seu valor para o trabalhador.

Dessa maneira, é um cálculo simples porém existem algumas regras que podem deixar o trabalhador fora do benefício. No geral é necessário lembrar dos três últimos meses de recebimento de salário para realizar o cálculo.

Sendo assim, para calcular o valor do seguro desemprego 2021 é importante somar o total recebido nos três meses derradeiros de trabalho. Após isso, divide essa quantia por três e esse será o valor da parcela do benefício.

Lembrando que o valor do PIS (abono salarial) não se separa do seguro desemprego, continua sendo somado na parcela. Dessa maneira, contanto que todas as regras preestabelecidas sejam cumpridas o valor será recebido.

Saiba também sobre:

Regras

Para o ano de 2021 foram instituídas novas regras que devem melhorar o serviço. Desse modo, o beneficiado deve estar prestando atenção para não ficar por fora e ficar perdido na hora de realizar a solicitação.

As regras renomadas se dividem nas seguintes maneiras:

  • É necessário ter trabalhado de carteira assinada efetivamente em um ano corrido;
  • Se já tiver recebido o auxílio anteriormente é importante ter trabalhado minimamente por nove meses seguidos;
  • Estando requerendo o seguro desemprego pela terceira vez se deve trabalhar por no mínimo seis meses.

Nesse viés, como o governo vigente não houve novas regras adicionadas como também algumas já existentes foram alteradas. Também, existem alguns princípios a depender da quantidade de vezes que solicitou o serviço.

seguro desemprego 2021

Primeira vez solicitando o seguro desemprego

Para a primeira vez solicitando o benefício de seguro desemprego em 2021 o beneficiado terá direito a quatro parcelas. Se ele tiver trabalhado por uma quantidade de meses entre dezoito e vinte e três.

Além disso, receberá cinco parcelas se tiver trabalhado por um tempo igual ou maior que vinte e quatro meses. Mas, se tiver trabalhado por um tempo menor que dezoito meses não poderá receber o benefício.

Segunda vez solicitando o seguro desemprego

Recebe três parcelas quem ficou empregada por um tempo entre nove onze meses. Além do mais, consegue quatro parcelas quem teve vinculo de doze a vinte e três meses de trabalho. As outras seguem como na primeira solicitação.

Terceira vez solicitando o seguro desemprego

O trabalhador que tiver pego serviço entre seis e onze meses transcorridos terá direito a três meses recebendo o seguro desemprego 2021. Para as outras parcelas seguem as anteriormente citadas.

Quem pode receber

Para ter direito a receber o seguro desemprego é necessário estar dentro de alguns padrões. Entres eles estão: ser um servidor formal ou seja de carteira assinada e doméstico por causa de exoneração sem justa causa ou indireta.

Além disso, o trabalhador formal que tiver sido dispensado por motivo de curso qualificador também terá direito ao auxílio. Também, pescadores em época do defeso e o trabalhador recuperado de uma condição análoga a escrava.

Parcelas do seguro desemprego 2021

Para saber o valor das parcelas a serem recebidas, o trabalhador dispõe de uma tabela liberada pelo INSS. Através dela é possível calcular o valor de acordo com a sua situação dentro das regras preestabelecidas.

Sendo assim, no seguro desemprego 2021 o trabalhador vai poder receber sua quantia em no mínimo três e no máximo cinco parcelas. No entanto, de acordo com as regras supracitadas.

Como solicitar

Para todo servidor que deseja realizar a solicitação do seguro desemprego é necessário antes fazer o agendamento no site da SAA MTE. Assim, ele irá escolher uma locação, data e um horário para ser ouvido por um atendente.

Para fazer isso, é necessário acessar o site oficial da SAA MTE e preencher as lacunas vazias com as informações pedidas. Além disso o trabalhador deve escolher como quer ser atendido.

Depois disso, ele escolhe a data disponível para ser atendido presencialmente no calendário e será emitido uma certificação para o serviço. No dia do atendimento deve ser levado esse certificado.

Quais os documentos exigidos

Depois de conseguir efetuar o agendamento para ser atendido em relação ao seguro desemprego 2021 o trabalhador deve comparecer ao local. Nesse sentido, portando em mãos tanto o certificado quanto alguns documentos.

Segue abaixo a relação de documentos necessários no dia agendado para a solicitação do seguro desemprego:

  • RG e CPF;
  • Revogação do contrato de trabalho;
  • Últimos salários do contracheque, os seis meses anteriores;
  • Carteira de trabalho;
  • Comprovante de residência;
  • Extratos dos depósitos do FGTS;
  • Cartão do PIS / PASEP;
  • Cartão Cidadão;
  • Comprovante de estudos completo.



Deixe uma resposta