Como solicitar Seguro Desemprego: Prazo, parcelas e documentos

Se você possui muitas dúvidas sobre como solicitar seguro desemprego não deixe de ler este artigo e saber um pouco mais sobre esse benefício.

O seguro desemprego é um benefício concedido ao trabalhador que foi criado em 1986 para oferecer um auxílio temporário para os que perderam o emprego sem justa causa.

Terá direito a este seguro desemprego o trabalhador que trabalhou com a carteira assinada, tanto o valor do seguro quanto o número das parcelas deverão ser calculados de acordo com o tempo de trabalho e o salário.

Como solicitar seguro desemprego pela internet (passo a passo)

Com o avanço do mundo digital o sistema de seguro desemprego passou a utilizar essa ferramenta para ajudar a diminuir esperar em filas e burocracias em excesso. Apesar do seguro desemprego poder agora ser solicitado pela internet, isso não significa que o trabalhador não tenha que se dirigir presencialmente a uma agência do trabalho ou o SINE, no entanto a ida será mais rápida e simples.

Para fazer a solicitação do seguro desemprego você deverá seguir este passo a passo.

  1. Acesse o site: https://empregabrasil.mte.gov.br/ e se cadastre. Para fazer o cadastro você precisa fornecer alguns dados pessoais como: nome completo, data de nascimento e CPF.
  2. Tenha em mãos a sua carteira de trabalho para poder nesse momento responder a um questionário com cinco questões que envolverão o seu histórico laboral, para continuar o procedimento você precisará acertar quatro das cinco perguntas.
  3. Caso não consiga acertar quatro ou cinco perguntas você poderá lugar para a central ou aguardar o período de 24 horas para poder tentar novamente.
  4. Após realizado o cadastro vá para a área: solicitar seguro desemprego e preencha um formulário com as suas informações pessoais e profissionais.
  5. Depois você deverá agendar um dia e uma hora que melhor se adeque em sua rotina. Você precisará comparecer nesse dia com seus documentos para poder confirmar o seu cadastro.

Por meio da internet é possível solicitar o seguro desemprego

Sim! A internet é o primeiro meio para que o trabalhador comece a dar entrada em seu benefício. Você deverá realizar o agendamento do seguro desemprego, isto irá facilitar o seu atendimento presencial que servirá apenas para confirmar o seu cadastro.

Como solicitar seguro desemprego

Como funciona a solicitação do seguro desemprego para:

solicitação seguro desemprego

Para os trabalhadores que estarão solicitando o seguro desemprego pela primeira vez eles deverão ter trabalhado por pelo menos 12 meses no ano-base.

Solicitação seguro desemprego

A partir da segunda solicitação do seguro desemprego o trabalhador deverá ter trabalhado por no mínimo nove meses no ano-base.

solicitação seguro desemprego

O trabalhador que for solicitar o seguro desemprego pela terceira vez deverá ter trabalhado por pelo menos seis meses no ano-base.

É importante deixar claro que existem outras condições para o trabalhador ter direito ao seguro desemprego. As condições são as seguintes:

  • Ter sido demitido sem justa causa.
  • Não ter vínculo de sócio ou membro com participação nos lucros
  • Ter mais de 16 meses entre uma solicitação e outra.

É possível solicitar após a terceira vez?

Sim, é possível solicitar o seguro desemprego pela terceira (ou outras vezes). No entanto, o trabalhador deverá atender aos requisitos. Com a mudança das regras, de acordo com as novas regras, o trabalhador poderá solicitar o seguro desemprego após a terceira vez (seja, quarta quinta ou sexta) se apresentar um tempo de trabalho superior a seis meses.

Valores

Para o ano de 2019 houveram alguns reajustes nos valores das parcelas do seguro desemprego. A parcela mínima que antes era R$ 954,00, passou a ser R$ 998,00.

Para os trabalhadores que ganhavam mais de um salário mínimo e menos que R$ 1480,25 a sua parcela deverá ser o valor do salário médio multiplicado por 0,8 (80%).

Se o salário do trabalhador estiver entre um valor de R$ 1480,26 até R$ 2467,33 o cálculo será um pouco diferente. O valor que exceder de R$ 1480,25 deverá ser multiplicado por 0.5 (50%) e somado a R$ 1184,20.

Se o valor do salário do trabalhador for acima de R$ 2467,33 o valor das parcelas do seguro desemprego serão de R$ 1677,74

Onde solicitar seguro desemprego

O seguro desemprego poderá ser solicitado nas Agências de trabalho da sua cidade, nas Delegacias regionais do trabalho ou o Sistema nacional de emprego (SINE).

Primeiramente você deverá realizar o agendamento do seguro desemprego pela internet, no agendamento você irá escolher um dos locais em que deverá comparecer para confirmar os seus dados.

Documentos

Para que o trabalhador realize a solicitação do seguro desemprego, é necessário que ele compareça com alguns documentos que são obrigatórios para a efetivação e ativação do benefício.

  • Documento de identificação oficial RG.
  • CPF
  • Carteira profissional.
  • Os três últimos contracheques antes da data de demissão.
  • Comprovante de residência no seu nome e atualizado.
  • Número do PIS/PASEP.
  • Extrato do Fundo de garantia por tempo de serviço (FGTS), ou algum documento que possa comprovar os depósitos que foram realizados, como, por exemplo, o termo de rescisão do contrato.
  • Esse documento é entregue ao colaborador da empresa no momento da demissão.

Se certifique que foi entregue a você, caso o contrário, peça ao empregador o documento, pois sem ele é impossível a solicitação do seu seguro desemprego.

Qual tempo para solicitar seguro desemprego

O tempo que um trabalhador terá para realizar a solicitação do seguro desemprego irá variar do tipo de trabalhador. Observe a seguir:

Trabalhador formar: deverá realizar a solicitação entre o 7º e o 120º dia após a data em que foi efetivada a demissão.

Empregado doméstico: deverá realizar a solicitação entre o 7º e o 90º dia, contados a partir da data da dispensa.

Pescador artesanal: Deverá solicitar durante o período de defeso, em até 120 dias do início a proibição.

Empregado afastado para qualificação: Deverá solicitar durante a suspensão do contrato de trabalho.

Trabalhador resgatado: Até o 90º dia contanto a partir da data do seu resgate.




Deixe uma resposta