Skip to content
Receber Seguro Desemprego

TABELA DO SEGURO DESEMPREGO 2020: NOVOS VALORES

Quer saber sobre a Tabela do Seguro Desemprego 2020? Saiba que já saiu a tão esperada tabela do seguro desemprego, agora o trabalhador poderá saber o valor da parcela do seguro desemprego 2019, quanto vai receber, quantas parcelas terá direito, como calcular seguro desemprego 2020 e como solicitar pela internet. Confira tudo isso no artigo!

O Seguro desemprego teve um reajuste de 4,48% em relação ao de 2019, passando de R$ R$ 1.735,29 para 1.813,03 o valor máximo do seguro sd para quem teve média a partir de R$ 2.666,29. Muito maior maior que o do ano anterior que foi de 3,41%.

O valor do salário mínimo, foi reajustado de R$ 998 para R$ 1039 em janeiro e em fevereiro terá outro reajuste e o valor do salário minimo será a partir de 1º de fevereiro 1045,00. Os novos valores serão pagos para as parcelas emitidas a partir de 11 de janeiro e para os novos benefícios.

O Seguro desemprego é um valor pago aos trabalhadores demitido sem justa causa, valor pago entre 3 a 5 parcelas. A tabela do seguro desemprego 2019 foi reajustado conforme o salário mínimo, o valor máximo da parcela é de R$ 1.735,29 e tem como base a variação do INPC – Índice Nacional de Preços ao Consumidor de 2019.

A nova tabela do seguro desemprego 2020 foi divulgada em 11 de janeiro de 2019 pelo Ministério da Economia e segue as recomendações da Resolução do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador.

Saiba também:

Sobre o Seguro desemprego

O seguro desemprego é um beneficio destinado aos trabalhadores que foram demitidos sem justa causa e que vão receber esse auxilio financeiro entre 3 (três) a 5 (cinco) parcelas. Confira os tipos de trabalhadores e condições quem que vale o beneficio:

Faixas de Valores da Tabela Seguro Desemprego 2019

Pessoas com vencimentos de até R$ 1.599,61 têm direito a 80% do salário médio. Para pagamentos entre R$ 1.559,62 e R$ 2.666,29, o benefício será de R$ 1.279,69, somado a 50% do que exceder R$ 1.599,61. Quem recebe acima de R$ 2.666,29 terá direito ao teto de R$ 1.813,03, invariavelmente. Veja se maneira bem simples e explicativa no capitulo sobre o calculo do seguro desemprego, a parcela que vai receber de acordo com a sua média salarial.

Pago de três a cinco parcelas, de forma contínua ou alternada, o benefício depende do tempo trabalhado de quem solicitou o auxílio. O cálculo considera a média dos três salários anteriores à demissão.

Quem tem direito seguro desemprego 2020

As regras para o seguro desemprego 2020 mudaram, agora tem direito ao seguro desemprego o trabalhador demitido sem justa causa que:

– tenha recebido salários de pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, relativos:

a) por pelo menos 12 meses nos últimos 18 meses imediatamente anteriores à data da dispensa, quando da primeira solicitação;

b) por pelo menos 9 meses nos últimos 12 meses imediatamente anteriores à data da dispensa, quando da segunda solicitação; e

c) por cada um dos 06 meses imediatamente anteriores à data da dispensa quando das demais solicitações.

 Essas mudanças foram publicadas na Lei 13.134 de 16 de junho de 2015 .

Tabela do Seguro Desemprego 2020

 QUANTIDADE DE PARCELAS SEGURO DESEMPREGO 2020

Conforme estabelece as novas regras seguro desemprego a partir de 2015, a quantidade de parcelas variam de acordo o numero de parcelas e o tempo de serviço nos 36 meses.

– para a primeira solicitação:

a) 04 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo 12 e no máximo 23 meses, no período de referência; ou

b) 05 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo 24 meses, no período de referência;

solicitação do seguro desemprego:

a) 3 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 9 meses e, no máximo, 11  meses, no período de referência;

b) 4  parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 12 meses e, no máximo, 23  meses, no período de referência; ou

c) 5 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada de, no mínimo, 24 meses, no período de referência;

– a partir da terceira solicitação:

a) 03 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo 06 meses e no máximo 11 meses, no período de referência;

b) 04 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo 12 meses e no máximo 23 meses, no período de referência; ou

c) 05 parcelas, se o trabalhador comprovar vínculo empregatício com pessoa jurídica ou pessoa física a ela equiparada, de no mínimo 24, no período de referência.

Confira:

TABELA DO SEGURO DESEMPREGO 2020 – CONFIRA OS NOVOS VALORES

Os valores da tabela será atualizado a partir de 1º de janeiro de 2020.

O valor da tabela do seguro desemprego 2020 varia entre R$ 1039,00 e R$ 1.813,03. O valor do benefício não poderá ser inferior ao valor do Salário Mínimo atual.

No calculo do seguro desemprego leva-se em consideração o salário médio dos últimos 3 meses anteriores a dispensa do trabalhador.

Veja abaixo a Tabela do Seguro Desemprego 2020

 

O aumento do seguro desemprego, conforme a tabela do seguro desemprego 2020 teve um aumento de 4,8%, um valor real em relação ao anterior de R$ 77,74 (setenta e sete reais e setenta e quatro centavos), este valor considera-se a maior parcela que é de 1.813,03.

Mas também podemos perceber que em relação ao ano passado o aumento foi maior, pois  a maior parcela do Seguro-Desemprego aumentou R$ 101,48 em 2017, passando de R$ 1.542,24 (2016) para R$ 1.643,72 em 2017, R$ 1.677,74 em 2018 em 2019 para 1.735,29 e agora em 2020 para 1.813,03.

Os novos valores do benefício do seguro desemprego 2020 entraram em vigor no dia 11/01/2020 com base em circular divulgada pelo Ministério da Economia.

CALCULANDO AS PARCELAS SEGURO DESEMPREGO 2020

Para calcular as parcelas do seguro desemprego 2020, deve-se levar em consideração:

  • Em primeiro lugar o valor do salário mínimo vigente, que é de R$ 1039,00
  • Em segundo lugar a faixa de salário, levando em consideração a média do salário.
  • E em terceiro lugar as variáveis do valor da parcela constante na tabela acima.

Vamos aos cálculos:

1. Faixa de salário até R$ 1.599,61

Salário médio: R$ 1.500,00

Multiplica-se 1.500 por 0,8 =  1.500 x 0,8 =  1.200

Portanto o valor de cada parcela será de R$ 1.200 isso levando em consideração este valor médio.

2. Faixa de salário entre R$ 1.599,62 a R$ 2.666,29

Salário médio de R$ 1.800,00

Este caso já é um pouco diferente. Aqui vamos diminuir 1.800,00 de 1.599,61 e o que sobrar, sera multiplicado por 0,5 e depois somado a 1.224,82.

1.800 – 1.599,6 = 200,39

200,39 x 0,5 = 100,20

100,20 + 1.279,69

O Valor da parcela nesta faixa será de R$ 1.379,89.

3. Faixa acima de R$ 2.666,29

Neste caso o valor das parcelas serão invariáveis (R$ 1.813,03.)

Conheça:

Solicitar Seguro Desemprego pela internet: Saiba como funciona

Uma novidade que foi implementada pelo governo foi o requerimento do seguro desemprego pela internet, este novo formato do seguro desemprego digital começou a vigorar em 21 de novembro de 2017 antes era necessário que o trabalhador agendasse para comparecer ao SINE para preencher o formulário e entregar toda a documentação.

Agora o trabalhador depois que recebe a documentação do empregador para dar entrada no seguro desemprego, o trabalhador já pode solicitar o pedido pela internet, onde irá preencher o formulário.

O prazo de 30 dias para receber o benefício começará a contar a partir deste momento.

O trabalhador ainda precisará comparecer a uma agência do Sine pessoalmente (procedimento necessário para evitar fraudes). Mas o atendimento deve ser mais rápido já que a parte mais demorada dos atendimentos presenciais é o preenchimento cadastral que já terá sido feito pelo computador.

Entenda o porquê está com atraso no pagamento do seguro desemprego

Seguro Desemprego 100% Web

Mas a partir do dia 19 de dezembro de 2018 o trabalhador pode solicitar o seguro desemprego apenas pela internet, sem a necessidade de comparecimento presencial.  Apenas será necessário seguro desemprego internetacessar o portal Emprega Brasil.

Saiba aqui como solicitar o seguro-desemprego pela internet: passo a passo completo

O chamado seguro-desemprego 100% web permitirá que o benefício seja concedido sem a necessidade de comparecimento a um posto de atendimento.

Pelo portal, o trabalhador poderá consultar também oportunidades de trabalho e cursos de qualificação profissional que estejam sendo ofertados próximos ao local onde reside.

Como funciona

  • Para ter acesso aos serviços do Emprega Brasil, a primeira coisa que o trabalhador precisa fazer é seguir o “passo a passo informado” e se cadastrar no site;

  • Ao clicar em “Cadastrar” abrirá a tela do cidadão.br, a ferramenta de autenticação do trabalhador no site;

  • Deve informar os dados pessoais e responder um breve questionário sobre a vida laboral e previdenciária;
  • O sistema irá checar se as informações necessárias constam nas bases de dados do governo. Caso não haja necessidade de complementação, o benefício será concedido em 30 dias, mesmo prazo necessário caso o trabalhador vá diretamente a uma agência. Caso contrário, será necessário o comparecimento a postos de atendimento.

Qual prazo para solicitar um novo seguro desemprego?

Todo pedido de seguro desemprego tem um período aquisitivo, que é o prazo para dar uma nova entrada, você não pode dar entrada sempre que for demitido, há um prazo legal e este prazo entre um pedido e outro deve ser de, pelo menos, 16 meses.

Desconto do INSS 2020

Todos os anos é divulgado uma nova tabela de alíquotas de INSS, este ano há uma nova em vigor, antes a as alíquotas eram de: 8%, 9% e 11%, mas partir de 2020 isso muda e ela passa a variar entre 7,5% e 14%.

O reajuste começa a valer a parir de março, portanto entrará no desconto da folha de pagamento de abril, até lá as alíquotas permanecem a mesma, confira as tabelas:

Tabela com alíquotas até fevereiro:

Salário de Contribuição Alíquota
Até R$ 1.830,29 8%
Entre R$ 1.830,30 e R$ 3.050,52 9%
Entre R$ 3.050,53 a R$ 6.101,06 11%

Tabela com alíquotas a partir de março

Tabela de desconto do INSS para os pagamentos a partir de 1º de março, ficará assim:

Salário de Contribuição Alíquota
Até um salário mínimo (R$ 1.039) 7,5%
De R$ 1.039 até 2.089,60 9%
De 2.089,61 até R$ 3.134,40 12%
De R$ 3.134,41 até R$ 6.101,06 14%

Considerações Finais

E ai, gostou do artigo, tirou suas dúvidas sobre os valores do seguro desemprego em 2020? Caso tenha alguma outra dúvida pode deixar nos comentários. Com o aplicativo da Caixa Trabalhador também poderá obter muitas informações. E com a informatização da Previdência Social e Trabalho, muitos serviços ficarão mais fáceis de acessar.

Portanto, se tiver qualquer dúvida deixe um comentário, também não deixe de expressar sua opinião sobre a nova tabela do seguro desemprego 2020!