Skip to content
Receber Seguro Desemprego

Abono de falta para casos de Coronavírus, como funciona?

Posso pedir abono de falta se estiver com suspeita de Coronavírus? Leia as recomendações e entenda como garantir seu trabalho.

O vírus COVID-19, mas conhecido como Coronavírus, é uma doença que em apenas três meses atingiu a população mundial. Certamente você está acompanhando as notícias e relatos das pessoas ao redor do mundo.

Tem dúvidas sobre como você vai fazer para ir trabalhar, ou como vai pedir abono de falta na sua empresa? Em suma, siga as orientações dos órgãos nacionais e internacionais e entenda seus direitos em meio à crise de saúde.

O que é o Coronavírus?

A pandemia mundial que está afetando hoje mais de 160 países ao redor do mundo se chama Coronavírus. Entretanto, essa doença surgiu mais recentemente na China, e o primeiro caso ocorreu em dezembro de 2019.

O vírus ataca os pulmões, causando complicações e quadros de infecção respiratória. Contudo, os sintomas se assemelham ao de uma gripe comum. Logo, tosse, dor de garganta, coriza e febre podem ser sinais da enfermidade.

Os casos de Coronavírus tem começado a se espalhar não apenas em pessoas que fizeram viagens ao exterior. Então, se você chegou perto de alguma pessoa que estava contaminada com o vírus, fique atento aos sintomas.

Idosos estão no topo do grupo de risco da doença. No entanto, asmáticos, fumantes, diabéticos e aqueles com problemas cardíacos também integram essa lista. Até mesmo pessoas com doenças crônicas estão na listagem.

O Coronavírus chegou no Brasil e ameaça à saúde de todos, principalmente aqueles do grupo de risco. No entanto, como funciona o abono de falta para funcionários de empresas brasileiras que estiverem com suspeita da doença?

abono salarial do coronavirus

O que eu posso fazer se achar que estou com Coronavírus? Devo ir trabalhar normalmente?

Seguindo a recomendação das autoridades, a população deve permanecer em casa. Por esse motivo, é preciso evitar locais com grande concentração de pessoas, como os meios de transporte público. Inclusive, os locais de trabalho.

As novas regras implementaram diversas medidas de segurança, incluindo aquelas relacionadas as instituições comerciais e financeiras. Sua empresa já deve estar se movimentando para buscar alternativas nesse momento de crise.

Se você acha que pode estar infectado, atenção a recomendação do governo. Acima de tudo, não faça o teste se você estiver assintomático. Isso ocorre porque o SUS já está sobrecarregado e atendendo por critérios prioritários.

Como ainda não posso fazer o teste, posso ir trabalhar se estiver com suspeita de Coronavírus? Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), você deve ficar em casa, de quarentena, por pelo menos 14 dias.

Quer entender melhor o que você pode fazer para resguardar seus direitos e deveres trabalhistas nessa situação? Então, confira abaixo as instruções de abono de falta para os casos de suspeita ou confirmação do Coronavírus.

Veja mais sobre:

Como a maioria dos negócios vão continuar funcionando mesmo com a disseminação do Coronavírus

Você já conhece o termo home office? Depois do avanço da tecnologia e das redes de comunicação, a alternativa de trabalhar em casa conquistou empresas e funcionários.

Por conta do Coronavírus, muitas pessoas estão sendo designadas a trabalhar de casa, ou seja, fazendo home office. Ainda assim, muitas pessoas têm dúvidas sobre como esse tipo de trabalho pode ajudar nessa situação.

Porque fazer trabalhar de casa durante a pandemia do Coronavírus?

A modalidade virtual de trabalho é muito utilizada atualmente e ganhou espaço no Brasil nos últimos anos. De tal forma que o home office também está sendo empregado durante a crise atual de saúde.

O trabalho de casa combina os elementos de proteção e produtividade em tempos como esses. Inclusive, ele foi uma das sugestões apresentadas em sistemas políticos e instituições de todo o mundo. Mas como isso funciona?

Quem pode fazer home office nesse momento?

Muitas empresas já estão liberando os funcionários para trabalharem em casa. Por esse motivo, a rotina das pessoas está se adaptando à nova realidade mundial.

Mas se esse não for o seu caso e se tiver suspeita da doença, avise sua empresa. Assim, dependendo da sua função e atividades, você pode trabalhar de casa ou receber abono de falta.

Em todo caso, a medida do home office não desobriga o trabalhador de suas funções anteriores. Com a finalidade de cumprir o que consta no seu contrato, tire essas e outras dúvidas com seu empregador.

Enquanto estiver trabalhando home office, fique atento. Em suma, mantenha relatórios e registre seus horários para alinhar tudo com a empresa em que você trabalha.

Entenda como dialogar com sua empresa e solicitar o abono de falta

O Coronavírus está se espalhando rapidamente em todo o mundo, e no Brasil não é diferente. Afinal, é necessário seguir as recomendações médicas e governamentais para manter protegida sua saúde e a da sua comunidade.

O abono de falta tem sido uma das alternativas para proteger os colaboradores brasileiros de serem prejudicados no trabalho. Enfim, entenda quais são as medidas necessárias para você que é funcionário:

Não tenho certeza se estou com Coronavírus e trabalho fora de casa. O que posso fazer?

Conforme dito anteriormente nesse artigo, é importante que você permaneça em casa. De acordo com as notícias mundiais, a quarentena está sendo implementada ao redor do globo como medida de segurança prioritária.

A empresa é obrigada legalmente a manter a remuneração do funcionário se este apresenta um atestado médico. Além disso, o colaborador pode ficar afastado por até 15 dias. A partir desse período, o INSS assume os custos.

Para trabalhadores que estão apresentando problemas respiratórios, algumas companhias têm concedido o abono de falta mesmo sem apresentar atestado.

Estou em dúvida sobre os procedimentos internos da minha empresa

As organizações estão adotando medidas diferentes de acordo com cada situação. A princípio, as escolas públicas e particulares estão suspendo as aulas. Contudo, podem haver divergências nas regras atuais de cada empresa.

Na dúvida, é sempre bom perguntar e se informar. Por esse motivo, entre em contato com o seu gestor. A princípio, entenda quais medidas estão sendo implementadas e como você pode agir de forma correta durante esse período.

Por fim, se cuide, todos os cuidados e informações precisam podem evitar uma tragédia no país.  Assim o diálogo é sempre o melhor caminho.




Deixe uma resposta