Seguro Desemprego atrasado, o que fazer

O que fazer no caso de Seguro Desemprego atrasado? isso infelizmente acontece muito e quando mais você precisa acaba acontecendo. Surgem muitas dúvidas sobre o assunto, por isso resolvemos falar disso aqui.

Continue lendo para saber mais sobre o que fazer quando há Seguro Desemprego atrasado.

O Programa Seguro Desemprego

O Seguro desemprego é um benefício concedido aos trabalhadores que cumpram determinados requisitos e que venham a ficar desempregados sem justa causa.

O programa é uma forma de ajudá-los enquanto procuram uma recolocação profissional no mercado. Desse modo, ele poderá ter algum amparo financeiro enquanto se adapta à nova situação e busca trabalho.

O valor é pago pela Caixa Econômica Federal após repasse do governo. Para sacá-lo basta se dirigir a um caixa eletrônico com o cartão cidadão na data de liberação do benefício ao trabalhador.

Dependendo da situação, o trabalhador pode obter até 5 parcelas mensais do benefício.

Veja também:

Como funciona o recebimento das parcelas do seguro desemprego

O trabalhador que já tenha toda a documentação para dar entrada no seguro-desemprego, ou que já fez isso, deve ter em mente as regras relacionadas a quantas parcelas ele poderá receber o seguro desemprego. Isso para saber o número de parcelas a que ele tem direito, de modo a não se confundir depois.

Como funciona a quantidade de parcelas x tempo de trabalho

As parcelas do seguro-desemprego variam conforme com o tempo em que o trabalhador foi empregado.

  • Na 1° solicitação, os que trabalharam entre 12 e 23 meses nos últimos 3 anos tem direito a 4 parcelas. Se o tempo de trabalho foi entre 24 e 36 meses, eles terão direito a 5 parcelas.
  • Na 2° solicitação, quem foi empregado por no mínimo 9 meses até 11 meses, receberá 3 parcelas. De 12 a 23 meses dá direito a 4 parcelas e acima disso, pode-se receber 5 parcelas;
  • Na 3° solicitação, entre 6 e 11 meses de trabalho permitem receber 3 parcelas. De 12 a 23 meses, são 4 parcelas do benefício. Acima de 2 anos, cinco parcelas.

Seguro desemprego atrasado

Lembrando que os meses usados na solicitação de um seguro desemprego não valem para as solicitações seguintes.

Quanto recebo de seguro desemprego?

O cálculo do valor a que se tem direito funciona da seguinte forma:

Pega-se a média salarial dos 3 meses anteriores à dispensa do empregado. Se o resultado for um valor até R$ 1531,02, ele deverá ser multiplicado por 0,8, que corresponde a 80%. O resultado é o valor que será recebido mensalmente.

Se a média for acima de R$ 1531,03, até R$ 2.551,96, ele deverá ser multiplicado por 0,5, ou seja, 50%. O resultado disso é somado a R$ 1.224,82 para se obter o valor que será pago mensalmente.

Acima de R$ 2.551,96, o valor da parcela do seguro desemprego é fixado em R$ 1.735,29.

Confira a tabela do seguro desemprego 2019

tabela seguro desemprego 2019

 

Se você teve média correspondente a 1ª faixa: vai receber seguro desemprego o valor de R$ 1531,02*0,8 = R$ 1.224,82

2ª faixa, vamos supor que tenha média de R$ 2100 vai receber (R$ 2100 – 1531,02 = 568,98). Pegue o resultado e multiplique por 0,5, vai receber R$ 568,98*0,5 = 284,49, some este valor a R$ 1.224,82, o valor final da parcela será de R$ 1.509,31.

Já na 3ª faixa que é quem receber a partir de R$ 551,96 o valor será invariável de R$ 1735,29

Seguro desemprego atrasado

Caso o Seguro desemprego atrasado é importante entrar em contato com a Caixa Econômica ou Ministério do Trabalho pelos canais de atendimento deles para saber o que houve.

Também busque informações sobre o repasse do seguro desemprego realizado pelo governo para a Caixa, pois o motivo de você não ter recebido a sua parcela pode ser porque houve algum atraso nesse repasse.

Para agendar e saber o motivo do atraso so seguro desemprego, acesse o atendimento agendado onde será possível identificar o problema

Restituição de parcela do seguro desemprego

Caso você já tenha recebido o seguro desemprego uma vez, porém deu nova entrada e não recebeu a primeira parcela, verifique se você não precisa restituir uma parcela.

Isso pode ocorrer quando alguém que estava recebendo seguro veio a ser novamente empregado, porém sacou uma parcela do benefício.

Desse modo, pode ficar registrado no sistema, ocasionando a retenção do valor da primeira parcela na segunda vez em que você solicitou o benefício.

Caso tenha ocorrido isso, provavelmente você passará a receber o benefício a partir da segunda parcela. Porém, recomenda-se que procure se informar numa agência da Caixa ou no Ministério do trabalho.

Caso tenha ficado alguma dúvida sobre Seguro Desemprego atrasado, deixe um comentário que responderemos o mais rápido possível.