Valor Máximo do Seguro Desemprego 2019: Limite, Teto, Parcelas

Você saiu do emprego mas não sabe o valor do seu seguro? Continue lendo esse artigo para saber o valor máximo do seguro desemprego de 2019.

O seguro desemprego é um direito do trabalhador que garante um benefício em valor monetário durante um determinado período de tempo. Esse valor que o trabalhador recebe, funciona como um apoio financeiro após a dispensa de trabalho sem justa causa.

Dessa maneira o trabalhador pode durante um tempo procurar um novo trabalho sem ser acometido por tantas preocupações com relações a custos mensais. No entanto, esse seguro desemprego possui um valor máximo para que o trabalha

Como ter direito ao seguro desemprego

Para ter direito ao seguro desemprego no ano de 2019, o trabalhador deve se encaixar em uma das opções, a seguir:

  • Trabalhador com contrato formal, dispensado sem justa causa.
  • Trabalhador formal que tenha o contrato de trabalho suspenso para participação de curso ou programas de qualificação profissional, se forem oferecidos pelo empregador.
  • Pescador profissional quando estiver no período de defeso.
  • Trabalhador que for resgatado da condição de trabalho semelhante à de escravo.

Ao se enquadrar em algum desses requisitos você se torna apto a receber o seguro desemprego de acordo com a nova regulamentação que beneficia os trabalhadores de acordo com o tempo de trabalho exercido.

  • O trabalhador deverá ter exercido atividade remunerada por no mínimo 12 meses para solicitar o seu primeiro seguro.
  • Caso o trabalhador esteja solicitando o seguro desemprego pela segunda vez deverá trabalhar pelo período mínimo de nove meses.
  • Nas situações em que o trabalhador for solicitar o seguro desemprego pela terceira vez deverá ter exercido atividade remunerada regular por pelo menos seis meses.

valor máximo do seguro desemprego

Qual valor máximo do seguro desemprego 2019

Para o ano de 2019, o reajuste do valor máximo do seguro desemprego recebeu um aumento corrigido em 3,43%, esse valor corresponde ao valor da inflação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Sendo assim, de acordo com essa correção, o valor de parcela máxima que no passado era de R$ 1677,74 passa a ser R$ 1735,29. A parcela mínima também sofreu um reajuste e acompanhou o aumento do salário mínimo passando do valor de R$ 954,00 para R$ 998,00. Esses novos valores se tornaram vigentes aos benefícios a partir do dia 11 de janeiro.

É importante lembrar que outros valores também receberam esse reajuste. Ou seja, trabalhadores que ganhavam até R$ 1531,02, tem direito ao que é correspondente a 80% do salário médio ou ao salário mínimo, nesses casos, o valor maior é o que será vigorado.

Trabalhadores que ganhavam o valor que se encontre entre R$ 1531,03 e R$ 2551,96 o valor relativo ao seguro desemprego será de R$ 1224,82, somado com 50% do valor excedido de R$ 1531,02. O teto máximo será pago a trabalhadores com salários acima do valor de R$ 2551,96. E o valor máximo do seguro desemprego a ser pago é de R$ 1735,29.

tabela seguro desemprego 2019

No período em que estiver recebendo o auxílio desemprego o trabalhador não poderá exercer atividades remuneradas, sejam elas formais ou informais. Em casos que o beneficiário receba o valor referente a alguma parcela já estando ativo no mercado de trabalho, deverá devolver o valor integral.

Qual a quantidade de parcelas

A quantidade de parcelas do seguro desemprego que podem ser pagas ao trabalhador irá variar do tempo em que este esteve ativo no mercado de trabalho formal. Hoje, a quantidade de parcelas varia de 03 até 05 meses.

O número de benefícios que o trabalhador já solicitou também influencia nessa questão de quantidade de meses. O valor da sua parcela é calculado através da média dos três últimos salários que foram pagos antes da demissão.

Em casos que o trabalhador permaneceu no emprego menos de três meses, mas tenha direito ao seguro desemprego o cálculo seguirá contado apenas os dois meses trabalhados ou o último mês, de acordo com cada caso.

Tabela de seguro desemprego

Para um melhor acompanhamento do tempo e da quantidade de parcelas do seguro que o trabalhador tem direito, disponibilizamos uma tabela para você, a seguir:

valor máximo do seguro desemprego

Como receber valor máximo do seguro desemprego

Para que o trabalhador possa dar a entrada e receber o seu seguro desemprego, primeiramente ele deverá estar em mãos com todos os documentos, como:

  • Carteira de trabalho.
  • CPF
  • Requerimento do seguro desemprego/ comunicação de dispensa.
  • Termo de rescisão de contrato de trabalho.
  • Documentos comprobatórios dos depósitos do FGTS.

Para os saques dos valores do seguro desemprego, caso o trabalhador tenha uma conta da caixa (conta corrente, conta poupança ou conta fácil), as parcelas relativas ao seu seguro desemprego deverão ser creditadas automaticamente em sua conta.

Caso o trabalhador tenha o cartão cidadão, o valor poderá ser sacado através dele nos terminais de autoatendimento da Caixa, nas casas lotéricas, em correspondentes da caixa ou na própria agência bancária. No caso de saques sem o cartão cidadão o trabalhador deverá se dirigir até a agência da Caixa.

Gostou do artigo?!

Aproveite e compartilhe!

Deixe seu comentário, sua pergunta, opine!




Deixe uma resposta